Coma comida de verdade

Com tanta restrição do que comer e do que não comer a cada hora parecendo mudar de acordo com o modismo ou uma nova descoberta, ou ainda, por sua própria limitação em termos de conhecimento acerca do que comer, muitos acabam frustrados e desistem de continuar na busca pela saúde plena. Recebo comentários como: “Vou viver agora só de luz”, “Viveremos de água”, “Não há mais nada para comer…” e assim por diante. Interessante notar que esses comentários aparecerem também quando falo de algo como reduzir a ingestão do glúten, de leite e derivados, carnes, refrigerantes e de intensificadores de sabores químicos, como o glutamato monossódico, por exemplo.

Eu pergunto: Será que a base de sua alimentação se resume apenas a esta limitada, escassa e pobre em nutrientes da seleção de “alimentos”?

Existe uma variedade imensa de alimentos na natureza e o que vemos é a humanidade se privando deste universo por focar em apenas em alguns. Apenas 12 espécies de alimentos são responsáveis por 75% de tudo que nós comemos. Nossa variedade alimentícia não é tão variada assim: arroz, milho, soja e trigo fornecem mais da metade de toda a energia alimentar do planeta (incluído aí o que é destinado para a ração animal).

Mediante tudo isso, o que comer? Coma comida de verdade, aquela que falamos como sendo a comida de roça, da fazenda, orgânica, natural…Voltar às nossas raízes, quando cozinhávamos em casa o nosso famoso arroz-feijão, a farofa de mandioca, os legumes, as saladas fartas, o pão caseiro, e tudo que nos liga diretamente à terra. Quanto menos etapas o alimento tiver para chegar à sua mesa, melhor ele será.

Evitando ao máximo os alimentos industrializados, que levam centenas de conservantes e aditivos para poderem durar nas prateleiras de supermercados. Focando nos produtores locais e orgânicos, tomando o suco natural, feito da fruta ao invés do de caixinha, ingerindo os alimentos integrais rico em fibras, diversificando ao máximo. Quanto mais diversificada for sua alimentação, mais chances de absorver nutrientes e vitaminas diferentes você terá. Para mim é até inocência achar que por colocar no corpo tantos alimentos industrializados terá alguma chance de ter saúde exuberante. Se nem consegue entender ou pronunciar o que está no rótulo de ingredientes, irá coloca-los para dentro do seu templo, do seu corpo?

“Tempo é uma questão de prioridade” e a nossa prioridade deve ser sempre a nossa saúde e o nosso bem-estar. Se você tem tempo para qualquer outra atividade de sua vida: ir ao cabeleireiro, ir a festas, compras, passear, assistir a um filme, jogar bola, fazer esportes… você tem tempo SIM (e deve ser em primeiro lugar) para comer direito. Pode tentar encontrar a desculpa que quiser, não vai colar. Porque no fundo, você sabe que quando algo extremo acontece, paramos e cuidamos de nossa saúde. Todo o resto se torna fútil, sem relevância.

Acredite, nosso paladar ficará mais aguçado à medida que os alimentos industriais deixem de fazer parte do seu menu. Talvez algo que não gostava antes, venha a gostar agora, pois seu paladar estará limpo e pronto para te mostrar o verdadeiro sabor dos alimentos. De qualquer forma é melhor do que tomar “remédios, não é mesmo? Mudar de comportamento, principalmente alimentar, não é uma tarefa fácil. Exige-se determinação e objetivo de se tornar uma melhor versão de você mesmo. Porém a recompensa é indescritível. Não sentir dores de cabeça constantes, ir ao banheiro regularmente, parar de ter azia, não tomar drogas para dormir, tudo isso se torna natural, o que sempre deveria ser, não é mesmo?

Não se acostume com o pouco se você pode ter o pleno. Tome as rédeas de sua vida, assuma o controle. Não deixe a vida te levar…conduza você a sua vida. Agora que já iniciou a sua mudança com o suco verde, coma comida de verdade!

Saúde a todos,

Marcelo Facini Consultor em gastronomia funcional Instagram: marcelofacini

Voltar

Compartilhe com seus amigos

1 Comentario(s)

Roselimunizferreira disse:

Preciso muito de me alimentar de coisas saudável

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Beleza