Expressar sentimentos

Quando um homem expressa sentimentos negativos ou emoções negativas para alguém, é quase sempre com a intenção de provocar uma mudança. O fazem isso por instinto, geralmente para motivar os outros a corrigirem o que estão fazendo ou para melhorarem o que já está em curso. O problema é que eles nem sempre se dão conta do impacto negativo que isso pode causar para sua própria imagem – e o quanto isso pode ser contraprodutivo para a carreira da mulher.

Usar sentimentos negativos de forma intensa para motivar os outros talvez seja um hábito que vem dos tempos imemoriais, em que os homens se reuniam para dançar em volta do fogo e pintar suas caras antes de sair para uma batalha. Faz sentido pensar que ameaçar ou gritar os fazia mais intimidadores para os inimigos, mas é algo inaceitável nos dias de hoje, e infelizmente ainda utilizado por alguns líderes despreparados para lidar com o ambiente diverso atual.

Acontece que as mulheres geralmente expressam sentimentos negativos por diferentes motivos: para comunicar uma insatisfação, para criar rapport, para desestressar. Não quer dizer que ela está buscando necessariamente uma ação corretiva. Muitas vezes é para expressar o que sente. O que pode ocorrer? A mulher que expressa seus sentimentos negativos ficar com a pecha de “reclamona” ou mesmo desequilibrada. Não se faz isso a não ser que realmente haja algo a resolver, pensariam os homens.

Tendo isso em mente, as mulheres podem compreender melhor duas coisas bem importantes:

 – Que um homem quando reclama não está necessariamente acusando a pessoa de algo, mas sim apontando para um problema – e ele precisa ser resolvido. Não levam tão para o lado pessoal.

•Que quando expressamos uma frustração, raiva, ou outro sentimento negativo no ambiente de trabalho, ele deve considerar que, ao cair em ouvidos mais masculinos, será entendido como um problema que tem que ser solucionado. Apenas reclamar para aliviar a tensão pode ser contraprodutivo.

Caso precise desabafar, use sua rede de confiança, com pessoas de preferência de fora do ambiente de trabalho. Por outro lado, se tem algo a ser resolvido, use fatos e números apontando diretamente as mudanças necessárias para que os problemas possam ser corrigidos ou modificados. Evite julgamentos emotivos para embasar sua queixa.

Compreender estas diferenças podem ajudar homens a compreenderem melhor o impacto de sua comunicação sobre sua própria imagem e suas relações no trabalho. Além disso, mulheres podem aprender a gerir melhor as próprias emoções, fazendo com elas sejam canalizadas de forma adequada e produtiva – o que pode trazer alívio e ajudar a criar um ambiente mais respeitoso para todos.

KARINNA FORLENZA Especialista em Inteligência de Gênero - Mentora de carreira para mulheres e palestrante oi@karinnaforlenza.com.br
Voltar

Compartilhe com seus amigos

1 Comentario(s)

Kinilza Graça disse:

Bom dia. Estou a passar uma fase muito dificil no trabalho e preciso de ajuda. Não quero perder o meu espaço.

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Blog da Bruna