Aprenda a jogar o tarô em 7 passos

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que qualquer pessoa pode ler as cartas. Não precisa ser vidente nem ter poderes psíquicos especiais. Basta concentração e intenção verdadeira de obter as respostas que deseja. A interpretação do jogo, por sua vez, requer estudo e conhecimento dos significados das carta. Com o tempo, sua intuição vai se aprimorando e será parte essencial desse processo.

O modo de usar as cartas é pessoal e há variações de estilo e prática entre os tarólogos. Não há regras fixas. Como escreveu a taróloga Mary K. Greer, as regras são como receitas: siga-as quando estiver começando e, com o tempo, modifique-as para que se adaptem melhor ao seu gosto.

A seguir, listo 7 passos para jogar o tarô, de acordo com minha experiência:

  1. Prepare-se. Escolha um ambiente confortável para você. Se quiser, pode usar velas, incensos ou uma música relaxante ao fundo. Desligue seu celular, guarde seu relógio. Ajeite sua postura e respire profundamente pelo menos 3 vezes antes de começar a usar as cartas. Esvazie sua mente de outros assuntos e concentre-se no jogo. Caso você esteja lendo presencialmente para outra pessoa, peça para ela fazer o mesmo. Quanto mais você focar no que está fazendo, mais precisas serão as respostas que o tarô dará.

 

  1. Escolha a questão. Se você tiver uma questão, formule-a da maneira mais clara e específica possível. Em vez de perguntar “serei feliz no amor?”, pergunte “o que o tarô tem a dizer sobre meu novo relacionamento amoroso?”. Em vez de perguntar “terei sucesso neste novo trabalho?”, pergunte “o que eu preciso saber sobre esse novo trabalho?”. Se você não tiver uma questão específica, pode fazer uma leitura geral, que fale um pouquinho sobre cada aspecto de sua vida (amor, finanças, trabalho, amigos, etc).

 

  1. Escolha a tiragem. A tiragem é a maneira como você vai posicionar as cartas na mesa e serve para determinar qual interpretação cada carta terá, dependendo da casa (posição) onde ela estiver. Existem inúmeros modelos de tiragem: há tiragens simples, como a de 1 carta (cuja casa esteja representando a carta do dia ou um pedido de conselho, por exemplo), e outras mais complexas. Em geral, as tiragens mais comuns são de 1, 3, 5, 10 e 13 cartas. Você pode escolher uma já existente ou inventar a sua.

 

  1. Embaralhe as cartas. Aqui, novamente é preciso ter concentração! Pense em sua pergunta enquanto embaralha.

 

  1. Corte o maço. Eu corto o maço em 3 montes, mas você pode escolher cortar o maço em outras porções. Se estiver lendo para outra pessoa, pode pedir que ela corte o maço. Após cortar, junte os montes, colocando no topo o monte que foi cortado em primeiro lugar.

 

  1. Coloque as cartas na mesa. Faça isso na ordem sequencial da tiragem escolhida. Se você escolheu, por exemplo, uma tiragem de 3 cartas, sendo: 1. Passado; 2. Presente; 3. Futuro, então vire as cartas nessa ordem, colocando a primeira carta que tirar do topo do maço na posição do passado e assim por diante.

 

  1. Interprete. A leitura de um jogo é feita a partir da interpretação de cada carta na posição da tiragem escolhida. Se a tiragem tiver mais de uma posição, cada uma dará mais informação sobre a questão formulada. Portanto, as cartas têm interpretações um pouco diferentes, dependendo da posição onde estiverem. Além disso, com o tempo, você conseguirá levar em consideração em sua interpretação também a relação das cartas entre si. Boas leituras!
Talita Cardoso Lima Diplomata e taróloga. Usa o tarô para autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. www.tarotdiario.com.br / @tarotdiarioblog
Voltar

Compartilhe com seus amigos

2 Comentario(s)

July disse:

Adorei esse passo-a-passo!

Glicia disse:

Que máximo! Vou tentar seguir essas instruções e me aprofundar cada vez mais nesse universo!!

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Jornadas de Conhecimento