Cuidados básicos do seu Pet  

Acompanhamento veterinário

Assim como é natural que as crianças tenham acompanhamento pediátrico, os pets também precisam de um “médico de confiança”. As visitas ao médico veterinário devem ser parte da rotina de saúde do pet, para que seja possível prevenir ou até detectar precocemente doenças que possam ameaçar sua saúde e seu bem-estar.

Vacinação

Seguir o protocolo vacinal para filhotes e após esse período é importante o reforço anual. SEMPRE feito pelo médico veterinário, o único capacitado a fazer aplicações em seu animal. Dessa forma se evita doenças fatais ou que causem sequelas permanentes como a Cinomose em cães e panleucopenia em gatos.

Higiene de rotina

O banho é fundamental, afinal cuidando da higiene deles estaremos zelando pela nossa saúde também. De modo geral banhos semanais são recomendados, outras frequências e banhos terapêuticos apenas com orientação veterinária.

Limpeza do ambiente

Produtos de limpeza são necessários para afastar de nossas casas insetos e roedores, use-os com cautela, pois podem causar intoxicações, dermatites e até a morte de nossos pets. Sempre guarde esses produtos em armários fechados e longe de crianças e animais.

Interação com o Tutor

Ter um bichinho de estimação pode parecer assustador para muitos pais, tendo como justificativa a expectativa de que o animalzinho será capaz de mudar a rotina de toda a família, sem contar os gastos previstos com ração, remédio, vacina e visitas ao veterinário. Mas especialistas em educação, psicologia e veterinária afirmam que os benefícios da convivência entre a criança e o animal ajudam a desenvolver o senso de responsabilidade, auto-estima e inteligência emocional da garotada.

Alimentação

Um animal bem alimentado é um amigo feliz e saudável. Em se tratando de cães e gatos:

– forneça alimentos apropriados de acordo com a raça, tamanho e a idade do animal;

– filhotes podem se alimentar até quatro vezes ao dia;

– adultos duas vezes ao dia;

– mantenha sempre a água limpa e fresca à disposição;

– recolha os restos de alimentos do comedouro do animal, evitando assim, a proliferação de roedores e insetos, e caso sobre um pouco de ração, esta poderá ser armazenada em um recipiente fechado e guardada na geladeira até a próxima refeição.

Petiscos

Dê preferência aos naturais como algumas frutas e legumes, sempre com a orientação veterinária para evitar problemas com intoxicações e distúrbios gastrointestinais. Alguns já são divulgados habitualmente por fazerem muito mal como: uva, carambola, chocolate, cebola, alho, sementes, massas, pães, molhos, leite, queijo, frutas cítricas, petiscos industrializados e ossos.

Parasitas

Uma atenção especial para a vermifugação, esta deverá fazer parte da rotina de seu animal. Há a necessidade de prevenção também contra os parasitas externos como pulgas, carrapatos, mosquitos, etc… Dependendo da região onde mora, pode-se ter protocolos diferentes. Procure orientações de seu médico veterinário.

Autor: Diogenes Augusto Consolino

Palavras chave: cuidados, bem estar, higiene, vacinação, alimentação.

Diogenes Augusto Consolino Médico Veterinário, clínica e nutrologia veterinária. Diogenes.consolino@hotmail.com

 

 

Voltar

Compartilhe com seus amigos

1 Comentario(s)

Rafael Farias disse:

empre tomo cuidado c/ os meus gatinhops.
Compro ração na PetLove, gostam muito da ração wiskas.
E sempre tbm compro shampoo Sanol, um dos melhores.
Bom dia.

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Relacionamento