Coprofagia

É a ação de comer fezes, que causa repugnância por parte dos tutores, porém, muito apreciada por alguns pets.

Antes de falar de seu pet de estimação devemos nos remeter ao mundo selvagem:

– Carnívoros silvestres costumam se alimentam de fezes de outros animais, exemplo disso, as fezes de cavalos são fontes de vários nutrientes.

– Cadelas que pariram recentemente tendem a estimular com lambeduras o sistema urinário e o digestivo de seus filhotes, este ato estimula-os a urinar e a defecar o que a própria mãe se encarrega de limpar, mantendo seu ninho limpo ao comer seus dejetos.

Outras razões além das comentadas são:

  1. Razões metabólicas, deficiências nutricionais ou doenças.

– animais que comem em demasia ou rações de baixa qualidade podem sobrecarregar o sistema digestivo,

– verminoses;

  1. Razões comportamentais

– tédio por não ter o que fazer o dia inteiro, brincar com as fezes e até ingeri-las passa ser uma distração;

– ansiedade por ficar muito tempo sem a presença do dono;

– estresse ambiental (ambientes incompatíveis com o tamanho ou perfil do animal);

– disposição dos bebedouros, comedouros, cama e espaço para urinar e defecar deve ser bem definido, de forma a não confundir o animal, ou mesmo provocá-lo a comer suas fezes para limpar o ambiente;

– reforço negativo, broncas excessivas (se o animal conseguiu sua atenção ao comer fezes, ele pode repetir o ato para chamar sua atenção). Da mesma forma, animais podem comer suas fezes para escapar de uma bronca excessiva de seu dono.

Bom, o universo de razões e possibilidades para a coprofagia é extenso, e os tratamentos disponíveis não são uniformes. Mas podemos como veterinários orientar com relação às questões nutricionais, de saúde e higiene.

Locais adequados para comer, beber, dormir, brincar, tomar sol, se abrigar da chuva e realizar suas necessidades fisiológicas são de suma importância. Ter tempo para seu pet, brincadeiras, passeios promovem saúde emocional e psicológica, além de ser uma grande troca, pois nós também nos aproveitamos disso.

 

Diogenes Augusto Consolino Médico Veterinário, clínica e nutrologia veterinária. Diogenes.consolino@hotmail.com
Voltar

Compartilhe com seus amigos

1 Comentario(s)

Kelly de Souza disse:

Gostei muito mesmo tenho dois pets e eles fazem algumas coisas .eu trabalho anoite eles ficam muito só .talvez seja por isso com certeza que façam .mais tenho que mudar alguns hábitos meu pra ele mudarem tbm . obrigada

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Relacionamento