Empreendemãe

É engraçado como as coisas ficam diferentes depois que nos tornamos mães. Teoricamente, os 9 meses de gestação servem para estudarmos, nos prepararmos para receber o presente divino de ter um filho. Sonhamos com aquelas fotos perfeitas das mídias sociais, aquele Mundo cor de Rosa da Maternidade! E aí o bebê nasce! Não sei como foi para vocês mas eu tive vários desafios que quase me deixaram em pânico!  E mesmo assim, depois de muitas vezes desabar em um choro profundo, de me sentir cansada fisicamente, de achar que eu não daria conta, eu me reerguia, motivada por um amor incondicional, por uma alegria e um esperança intensa. Hoje meus filhos estão maiores, ainda são crianças mas os desafios são diferentes. No meio desse caminho, minha mãe faleceu e eu tive que me reinventar, ou melhor, me descobrir…mas essa é outra história que qualquer dia conto para vocês.

A vida é assim, os desafios vão aparecendo e vamos evoluindo. Empreender também é assim, sonhamos com um negócio próprio cheio de glamour e de repente o caminho se torna desafiador. Costumo sempre lembrar da frase do empreendedor da Arizona, Marcus Abdo Hadad: “Tristeza de empreendedor pode durar um dia. Depois é necessário se reerguer e retomar a atitude positiva”. Muitas mulheres que são mães trabalham e empreendem em alguma área, mas somos craques em seguir em frente, em respirar fundo e fazer acontecer com amor. Ser empreendedor não é para qualquer um, tem que ter algumas características como persistência, empatia (se colocar no lugar do outro), resiliência (capacidade de absorver e superar desafios), tem que ter brilho nos olhos, tem que ter uma motivação pessoal que faça seu coração bater mais forte, tem que saber que pessoas são o nosso maior recurso, tem que saber liderar e ser líder não é ser chefe, é inspirar, é servir de exemplo a ser seguido…mais ou menos assim, como as mães fazem.

Lucienne Bonafé Empreendedora e especialista em inovação luciennehbonafe@gmail.com

Voltar

Compartilhe com seus amigos

10 Comentario(s)

Thamires Cavazana disse:

Amei as palavras!! Sensacional!!

Graciela Kumruian disse:

Lindo artigo! Realmente nos mulheres temos muitos desafios no nosso dia a dia e as vezes nem percebemos como damos conta de tudo pq temos uma força, uma vontade de fazer que supera tudo.

Maria Juliana disse:

Adorei o texto, ainda não sou mãe, mas a verdade das suas palavras tocam a alma, permitindo compreender a relação perfeita que fez entre os desafios da maternidade e empreendedorismo! Parabéns, me inspirou nos dois! Beijos

lucky disse:

Obrigado pela resposta, Nunão!viagra

Katelin Marsulo disse:

Adorei! São grandes desafios assumidos por nós mães. Ser exemplo diário de que nossas escolhas valem cada segundo vivido e dedicado. Parabéns

Sabrina Bacha de Luca disse:

Que lindo Lu amei! Somos resilientes movidas por sonhos e pelo maior amor do mundo! Reerguer sempre e desistir jamais por a felicidade está em lutar em
Empreender em todos os sentidos e nos orgulharmos de nós e praticarmos a gratidão todos os dias como
Mulheres, mães e profissionais 😍🙏😘🤰

Paula Andrade disse:

Muito bom!
Nunca tinha feito essa relação entre a maternidade e o empreender.
Realmente, não dá pra se lamentar se algo fugiu do roteiro. É se levantar e seguir em frente com otimismo sempre. Assim como ser exemplo para os outros.

Maria victoria barros disse:

Adorei!!!! Ser mãe é uma benção. Ser empreendedora é vocação!!!! Ser empreendedora e mãe é um grande desafio!!!

Lana medeiros disse:

Excelente texto. A motivação intrínseca que toda mãe tem em “somar” mais algumas multi-tarefas depois que seus bebês nascem aos seus já tão atribulados mundos serve como uma pequena amostra do que somos capazes. Motivação essa encontrada em todo bom empreendedor. 👏🏻👏🏻👏🏻

Catia gomes lima disse:

Melhor pata todos nós..e fantástico

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Carreira