De pai pra filho

Tenho um amigo, que é um dos empresários mais bem sucedidos do país e uma pessoa generosa e de grande formação humanitária. Um dia ele me contou a sua história de infância, que é uma bela lição de pai para filho. Quando ele era criança, pediu ao pai uma bicicleta, nunca tinha tido uma. E o pai, prometeu que no natal lhe daria finalmente esse presente. Chegou o natal e para sua surpresa, o pai no lugar da tal bicicleta, deu a ele cinco dúzias de laranjas. Ele perplexo, tinha vontade de chorar, mas ouviu a explicação do pai. Calmamente ele disse ao filho:

“A gente tem que trabalhar pelas coisas que a gente quer nessa vida, então achei melhor você começar logo a descobrir isso."

Ele continuou magoado e sem entender nada. E o pai prosseguiu.

“Meu filho, você vai vender essas laranjas, esse é seu patrimônio. Com o seu lucro você vai poder comprar novas laranjas e assim por diante, até conseguir o dinheiro pra comprar sua tão sonhada bicicleta.”

Isso pareceu uma das mais difíceis e longas tarefas que qualquer criança poderia enfrentar. E a possibilidade de conseguir parecia tão remota, que ele quase pensou em desistir. Mas dois fatores fundamentais tiveram sua influência: não querer decepcionar seu pai e enorme desejo, cada vez maior de ter uma bicicleta. Lá foi ele armar uma barraquinha no mercado e em pouco tempo, por sua simpatia, idade e inocência, vendeu todas as laranjas. Nasceu assim seu primeiro negócio e seu espírito de trabalho e aventura, que é essencial para qualquer business. Ele estava tão entretido com sua nova atividade de negociante, comprando e vendendo as frutas, que nem percebeu que já tinha toda a grana pra comprar sua bicicleta. E mais, conseguiu comprar uma melhor do que a que tinha sonhado. Assim descobriu um sonho maior, cresceu e se tornou um dos maiores empreendedores do nosso país. Lição de pai pra filho vale ouro.

Voltar

Compartilhe com seus amigos

2 Comentario(s)

redefelicidade disse:

Que bom que se identificou, Jaci! Fique conosco e acompanhe as novidades!

Jaci Cordeiro Sancho Elias disse:

Muito bom! A gente sempre se identifica!

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Carreira