Ter foco

Outro dia eu assisti uma aula magna que Jorge Paulo Lemman ministrou na FGV. Admiro muito a história dele e me interesso bastante por escutar pessoas que, como ele mesmo diz, sonham grande. Em determinado momento, ele disse que se preocupa com a geração atual porque está tudo tão imediato, tão ao alcance, são tantas as boas opções a seguir que fica difícil escolher qualquer coisa. De fato, o mundo praticamente cabe nas palmas das mãos, literalmente. Nosso smartphone nos proporciona acesso a coisas antes inimagináveis. Alguma vez você já se pegou sem se lembrar do motivo original que te fez pegar o celular naquele momento? Quero dizer, pegamos o celular para procurar determinado assunto e, são tantas as opções que como mágica nos aparecem, que nos levam à outro e mais outro assunto, até que o original se perde, tanto na memória quanto no próprio celular... O que era mesmo que eu queria buscar?

Confesso que isso me assusta! E confesso também que isso acontece comigo direto. Tanto que estou me policiando para melhorar. Mas o que significa “melhorar” nesse contexto, nesse tipo de situação? Bom tenho uma resposta que me faz sentido e talvez possa servir para você também.. Significa ter foco! Não deixar que sua proposta original vá se transformando em algo que você não absorve mais, que você se perde.

Mas o que é ter foco? Daniel Goleman, autor de inteligência emocional, professor de Harvard escreveu um livro com esse título, o que me fez muito bem sua leitura. E se eu te contar que ter foco não é prestar atenção em uma coisa e sim dizer: não, obrigada! Às inúmeras outras que aparecem no caminho... Parece a mesma coisa para você? Mas tente, você vai ver que é diferente... É como aquela história do copo meio cheio e meio vazio, depende da forma como você interpreta.

Por outro lado, penso que focar cegamente em um objetivo pode fazer com que percamos boas oportunidades no meio da jornada. Sendo assim, chego à humilde conclusão de que o Foco tem dois melhores amigos: o bom senso e a curiosidade. Pois é, nem só de foco vive o homem, mas ele é fundamental para alcançarmos o que desejamos, desde que é claro, possamos equilibrar com bom senso nossas atitudes, usando uma boa dose de curiosidade para dar aquela espiada no Mundo e ir ajustando nosso caminho em busca do nosso propósito maior, o qual, convenhamos, também pode ser que mude, dependendo da jornada... Ai, ai, cadê o foco?

Bom, brincadeiras a parte, respire fundo (pelo nariz!), tenha foco sim, sem ele fica difícil concretizar algo mas aproveite sua jornada, o caminho pode te dar boas surpresas que acrescentem luz aos seus objetivos.

- Lucienne Bonafé

Voltar

Compartilhe com seus amigos

1 Comentario(s)

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Dinheiro