Construa primeiro sua renda

Se estivesse diante de muitas contas para pagar e sem saldo em conta para quitar todas, quais você priorizaria? Se sua resposta tem a ver com priorizar moradia, plano de saúde, estudos e supermercado em detrimento de lazer e bem estar, você é uma pessoa coerente e consciente das obrigações que assumiu. Diante de uma limitação financeira, não há muito a fazer, a não ser abrir mão de parte de seu bem-estar. Porém, se isso é regra e não exceção, provavelmente as escolhas que você deve rever são as de consumo, e não de prioridades de pagamento.
 
Um erro muito frequente nas finanças pessoais é a aquisição precoce de itens de grande impacto financeiro em suas contas, como a casa, o carro ou, com menor frequência, uma viagem espetacular de férias. Temos pressa de comemorar nossas conquistas. O erro não está exatamente na aquisição, mas sim no status por trás de cada escolha. “O carro que tenho não é compatível com o de um gerente”, “com essa promoção, iremos trocar de casa” ou “merecemos, afinal não tiramos férias há três anos” são exemplos de falácias que nos levam a fazer más escolhas. Correto seria abrir mão de boa parte do status que você busca, adquirir um estilo de vida um pouco mais simples, ao menos enquanto você está em busca de crescimento na carreira.
 
A vida simples o ajuda a crescer, ao contrário do que pensam os adeptos do exibicionismo corporativo. Se, para não abrir mão de sua rotina pessoal de lazer e cuidados pessoais, você optasse por uma estrutura de custos pessoal mais leve, com moradia mais econômica – preferencialmente alugada – e optando por um meio de transporte econômico, teria mais facilidade em formar reservas financeiras. Antes de pensar em construir sua aposentadoria, uma boa utilidade para tais reservas é o investimento em um planejamento de carreira e na execução deste planejamento.
 
Não há investimento melhor do que aquele feito na construção de oportunidades para aumentar a renda. Esse objetivo é um bom argumento para abrir mão de parte do conforto por algum tempo ou para pagar juros em empréstimos e financiamentos, afinal o aumento de renda pode lhe compensar com sobras aquilo que você sacrificou. Não por coincidência, quem adota este tipo de priorização nas escolhas acaba por construir um perfil de crédito mais saudável, resultando em maior facilidade para obter recursos emprestados e criar um ciclo virtuoso de escolhas cada vez mais facilitadas. Ter paciência e disciplina compensa. Qual sua escolha?
 
GUSTAVO CERBASI Especialista em Inteligência Financeira www.gustavocerbasi.com.br
Voltar

Compartilhe com seus amigos

1 Comentario(s)

Mirian disse:

Excelente definição , pois nos preocupamos a vida toda em ter , dar o melhor, mas…. o que é o melhor ? Nós dedicamos a vida toda no trabalho para ter… nos dedicamos a família para ter e dar o melhor…. e ao passar o tempo somos deixado de lado , não servimos mais pois estamos ficando velhos. , no trabalho , na vida social, e deixamos de nos planejar a ser simples pensar em nós simplesmente ser feliz 😁 realidade de nossas vidas triste isso

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Dinheiro