Saúde do cabelo - Parte 1

Estamos vivendo novos tempos. Uma nova fase. Um momento de readaptação e escolhas. Mas em meio a toda esta novidade, sofremos algumas consequências e efeitos colaterais, como ansiedade, stress, o efeito da chegada da nova estação, e junto com tudo isso, o aumento de queda dos cabelos.

A queda de cabelos, pode ser ocasionada por muitas causas e precisa de uma avaliação individual. Independente se ela tem origem genética ou adquirida por desequilíbrio na saúde física ou emocional, é muito importante manter o equilíbrio do mecanismo capilar ativo do couro cabeludo e fios. Uma das premissas é cuidar da saúde do couro cabeludo, equilibrando oleosidade excessiva, processos inflamatórios, descamações, afinamento de fios, quebras e queda de cabelos.

Para isso, precisamos olhar de forma individualizada a necessidade específica. No Laces, usamos o que tem na natureza para o cuidados destes problemas. Mizamos um momento de auto cuidado, equilíbrio de bem estar e ingredientes naturais que re-energizam e trazem muitos benefícios a este momento de queda capilar.

Indo para o lado mais teórico e fazendo um diagnóstico mais profundo de qual é cada caso, muitos fatores podem ocasionar a queda: fatores hereditários, desequilíbrios fisiológicos (físicos) como desequilíbrios hormonais, medicamentos, stress, fatores emocionais, alimentação em desequilíbrio, álcool, cigarro, falta de vitaminas e minerais, uso inadequado de produtos, além de claro, maus hábitos capilares.

Precisamos entender, antes de tudo, que o nosso cabelo pode passar por um processo de diminuição de volume e densidade por diversos fatores e é muito importante saber se ele diminui porque cai ou porque quebra. Normalmente quando falamos em queda, está relacionado a perda de volume, a queda dos fios desde a raiz, do couro cabeludo, que pode ser difusa ou localizada, e assim, consequentemente, perda de volume relacionado ao nascimento e capacidade de manter os fios em seu ciclo natural (fases do cabelo: anágena, catagena e telógena).

Os processos de queda e quebra podem ocorrer separadamente ou concomitantemente. A quebra ocorre por um enfraquecimento da fibra capilar que pode ser ocasionado por algum fator interno de falta de nutrientes suficientes na hora da formação do cabelo, como por exemplo, questões da Tireoide em desequilíbrio (hipo ou hipertiroidismo), por deixar o cabelo com sua estrutura mais seca e frágil, até o momento da quebra. Na maioria dos casos ocorre um afinamento dos fios e perda de volume por conta de processos químicos como: colorações, alisamentos, progressivas, reflexos que não respeitaram a resistência dos fios e ultrapassaram sua capacidade de se manter saudável. Quando isso ocorre o cabelo começa a sofrer perda de massa capilar (estrutura fundamental interna), consequentemente cria porosidade e ressecamento, pontas duplas e assim, ocasionando a quebra.

Para solucionar este processo, a analise da causa desta perda dos fios ou afinamento é importante para podermos entender o que está ocasionando e sessar a prática do processo ou mudá-lo. É extremamente importante avaliar o uso frequente dos produtos usados no cotidiano para atuar na devolução de nutrientes fundamentais que possam estancar a quebra e melhorar os fios, restabelecendo assim sua vitalidade.

É muito importante ter consciência do caminho que percorremos para chegar aos objetivos do resultado da estética daquele cabelo desejado. Alguns destes processos podem causar verdadeiras “cicatrizes” nos fios de forma irreversíveis e as escolhas de produtos, processos e cuidados é fundamental.

Para ter um fio saudável, é importante:
– escolher produtos adequados, se possível com ingredientes naturais.
– optar por processos químicos suaves, e espessar 15 dias entre um processo e outro.
– fazer protocolos constantes de cuidados diários, semanais e quinzenais.
– praticar o lavar saudável (diluição do shampoo e condicionador em potinho)
– realizar o escovar saudável (temperaturas amenas, distância entre o fio e o secador)
– respeitar as necessidades dos seu cabelo.( frequência de lavagens, temperatura de secador, utilização de chapas térmicas, forma e cuidado no momento de desembaraçar os fios)

Já a queda em si tem uma correlação quase que direta com nossa saúde física e emocional. Nossa pele é o maior órgão do nosso corpo e tem todo sistema sensorial que reproduz imediatamente a interação externa (poluição, mudança de temperatura, mudança de estação), utilização de produtos que não se adequaram a seu corpo (couro cabeludo), captação através do nosso sistema sensorial todas as emoções (medo, ansiedade, irritabilidade, stress). Falando do nosso bulbo capilar (‘berço” do nosso cabelo, onde ele é produzido)”, ele tem a mesma raiz embrionária de todo nosso sistema sensorial.
Mas o que isso quer dizer? Significa que ele sofre todas as mudanças internas e externas que sofremos na mesma intensidade. Stress, mudanças climáticas, irritação e consequente inflamação do couro cabeludo por produtos inadequados, desequilíbrio por fatores internos (doenças, febres, má alimentação) gravidez. Enfim, todo o nosso organismo está conectado e costumo dizer que nosso cabelo é “nossa plantinha “que temos que cuidar com todo carinho e atenção, pois eles não tem um papel vital no nosso organismo, mas representam muito a nossa autoestima que é fundamental para nosso equilíbrio emocional.

Cris Dios Uma das fundadoras do Laces and Hair, cosmetóloga e hair especialista. @lacesandhair @crisdioslaces @lslowbeauty_br
Voltar

Compartilhe com seus amigos

5 Comentario(s)

Helena.Rodrigues Lima disse:

Oi Bruna,achei muito interessante.a.matéria.Informaçoes preciosas para nossa saúde.capilar.Não conhecia a lavâgem.saudåvel.Vou colocar em prática e prestar.mais atenção aos.cuidados com o cabelo e com o couro cabeludo.Muito grata .

Lucia disse:

Achei máximo Bruna!vou tentar colocar no meu cotidiano.obŕigada princesa.❣

Tadeu disse:

Achei bacana essa matéria bruna

Lisandro Virgilio da Cunha disse:

Saúde é sempre em primeiro lugar

Altamira Marques disse:

Oláaa..! Achei interssante a matéria e sempre é bom aprimorar nossos conhecimentos para cuidarmos melhor.

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Alimentação