O sutil que rege os peixes

Tem ecoado dentro de mim a fala do Mestre Wanderley Paes que diz que a Natureza é Deus na segunda pessoa. E de uns tempos pra cá, tenho buscado fortalecer no meu coração a intenção de escutar o que nossa Mãe Terra diz. E tenho me surpreendido. As respostas são rápidas. Ela é generosa e acolhedora. Mas de uma força intensa, impetuosa. Nos ensina o significado de respeito empiricamente. Essa energia feminina da Terra me remete muito às aguas. Sua capacidade de cura. A espiral das ondas que mimetiza a espiral da vida.

Me lembrei de um documentário que contava sobre uma experiência de uma mergulhadora que pela primeira vez resolveu penetrar nas profundezas do mar sem nenhuma luz artificial. Apenas ela e a oração viva que é o oceano. Ela achou que lidaria apenas com a escuridão, mas ao chegar em um determinado ponto, percebeu que naquele mundo paralelo existia um show de formas e cores. Os seres e os vegetais emitiam luz própria. Numa dança silenciosa e fluida. Era como se aquela energia ultrapassasse todas as rochas e raízes da terra, reverberando até o ponto mais alto do céu. Algo sutil que rege e ultrapassa o espesso. De forma sábia, os peixes em seu movimento sincrônico e coletivo, se tornavam um único e gigante corpo, afastando os predadores maiores. Nos ensinando com leveza, que a união faz a força.

Os peixes criam uma grande harmonia, ou uma “vésica piscis”, como dito na Geometria Sagrada, que dá origem à Flor da Vida, símbolo da nossa REDE FELICIDADE e um dos mais belos desenhos da geometria. É isso o que nos pede a Terra agora, neste momento. Um apelo de uma união entre todos nós, de coração e com a força necessária para agir contra a destruição e lutar pra que continue existindo vida no nosso planeta.

- Carla Labate

Voltar

Compartilhe com seus amigos

1 Comentario(s)

Christina disse:

A dúvida! Fui aprender sobre a flor da vida aproveitei para pesquisar sobre a Roda da vida e a Árvore da vida. Abraços.

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *