A busca da fé

Para muitas pessoas a fé nasce da necessidade. A busca de encontrar alívio, consolo, uma esperança em face de um problema. A fé sempre aparece quando enfrentamos adversidades. Mas defendo a idéia de que buscar a nossa fé pode e deve ser um processo feliz e que vamos chegar a qualquer escolha religiosa com muito mais resultado dentro de nós se essa comunhão for feita de forma feliz.

Tenho várias experiências e buscas na minha vida. Vivenciei muitos processos, estudei e descobri universos incríveis. Experienciar o que ainda não conhecemos dá maior abrangência para nossa visão.

Uma das coisas foi fazer o Caminho de Santiago de Compostela, ao norte da Espanha. Como qualquer coisa nessa vida, fazer o Caminho também nasce de um desejo. É claro que descobrir onde nasce o desejo é mais difícil do que fazer o Caminho. Agora, difícil mesmo é fazer o Caminho filmando, mas aí é outra história.

Na verdade aí é que nasceu a história, do desejo de fazer o Caminho e de fazer as pessoas mais felizes. Afinal, não é pra isso que se viaja, pra vivenciar e descobrir coisas que no final vão nos deixar mais felizes?

Aliás, não é essa a finalidade de qualquer experiência ou viagem? Nos transportar pra algum lugar real ou fictício que vai significar viver uma experiência que de alguma maneira vai nos deixar mais felizes?

Tenho a impressão que quase tudo o que a gente faz tem sempre essa busca, mesmo que indireta. Seja um bem material ou um bem não tangível, seja para nós mesmos ou para os outros, seja pelas razões que a gente inventar, parece que todos os caminhos vão desembocar em alguma espécie de felicidade.

Durante todo o percurso fui conversando com os peregrinos para entender o que eles estavam buscando, o que esperavam encontrar para ter que fazer tanto sacrifício… e descobri que os mais iluminados eram o que viam aquela experiência não com dor e sacrifício, mas com a alegria de presenciar aquela jornada.

Acho que isso se aplica também para a nossa vida: Não focar na dor, na escuridão, na escassez, no vitimismo, no sacrifício, mas compreender que vamos passar pelas dificuldades de cada etapa e despertar para uma revelação, um insight, uma luz.

Voltar

Compartilhe com seus amigos

12 Comentario(s)

José Freire disse:

Bonito exemplo inspirado na fé. Melhor quando a fé é raciocinada e não aquela que cega e fanatiza.
Parabéns, Bruna!

elianemarciadoasantos disse:

Muito bom mesmo estava precisando muito

Flávia Gonzalez disse:

A fé realmente “move montanhas e transporta vales”!Beijos Bruna querida.

Namastê.

Anna Lúcia Gonzaga disse:

Criei duas filhas sozinha, sem a ajuda de ninguém. Ganhava um salário mínimo e pagava aluguel. Nunca deixei que faltasse o alimento e os estudos. Hoje, uma é formada em Direito e a outra Engenharia civil e eu me pergunto: Como consegui? Nunca me faltou a Fé, a certeza que existe um Deus que não nos deixa só, basta vc crê e confiar.

Jane Ponteiro disse:

Já vivi várias experiência e situações aonde minha fé foi exercitada. Já presenciei diversos milagres aonde o que era impossível aconteceu. Por isso creio que Jesus Cristo é o filho de Deus!!!

Luciney Queiroz disse:

Em 2011 tive um AVC (aneurisma hemorrágica) de grande proporção, onde um neuro cirurgião reuni-o os meus familiares, para uma triste notícia, ele está em um processo de morte cerebral, só um milagre.
Foi duro para meus filhos ouvir isso, mas, mesmo em estado de total inconsciência, ouvir tais palavras, serrei os punhos e supliquei. Senhor os meus ainda precisam de mim.
Graças ao meu bom DEUS estou aqui, e com uma Fé fenominal.

Neideci Gomes de Oliveira disse:

Compreendi a verdadeira Fé, somente quando um sentimento chamado Amor tocou profundamente meu Coração, a ponto de ter que buscar uma respiraçao profunda que nem sei explicar, mas que está no meu Subconsciente, que me faz dizer…Eu sou Amor,sou consciência e sou existência.

Francye Yara Batan disse:

Acredito sim que focar no caminho ainda é a melhor forma de se alcançar o que desejamos. Sem pressa de olhar a chegada, a pressa, gera ansiedade e nos cega. Se você foca no caminho a ser percorrido, por mais que hajam pedras, você consegue enxergar as flores que brotam dali, as belezas que surgem no meio do caminho e o que podemos aprender com isso tudo. Não se vitimizar, e sim se amar. O universo conspira a favor quando transbordamos amor.

Heleno Cardoso disse:

Para muitos, a fé nasce da necessidade sim. Quando uma pessoa fica doente e não buscou Deus, nessa hora (doença) cai na realidade e percebe que sem fé é mesma coisa de não acreditar em Deus ; Portanto, façamos o racional…buscamos Deus , seguindo os ensinos de Jesus e seremos sempre pessoas de fé , fé raciocinada.

CIDIA HAMBURGO DIAS disse:

No livro de Hebreus da Biblia Sagrada diz que a fé é dom de Deus, não é do homem para que ninguem se glorie. Em Hebreus também diz que a fé vem pelo ouvir e ouvir a palavra de DEUS. lOGO CREIO QUE A FÉ SÓ PODE SER VERDADEIRA SE FOR PLANTADA EM NÓS PELA PALAVRA DE DEUS. O HOMEM NÃO TEM COMO COLOCAR A FÉ VERDADEIRA NA VIDA DE OUTROS, SÃO MERAMENTE PALAVRAS….
POR ISSO LEIAM A BIBLIA E LÁ VOCÊS VÃO CONHECER A VERDADEIRA PAZ, ALEGRIA M FÉ E FELICIDADE.

Cléa Zamagna disse:

Perfeita essa colocação da fé! Também concordo que o mais importante, não é onde vamos chegar e sim o aprendizado do caminho. Já experienciei vários caminhos , os quais ajudaram a despertar em mim uma fé iluminada e a descobrir como é grande a minha responsabilidade diante da vida e me fez virar a página da fé cega e do vitimismo. Só tenho a agradecer por cada tombo que levei, foram eles que me trouxeram até aqui!

redefelicidade disse:

Cléa, muito obrigada. Jamais perca sua fé!

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *