Sensualidade

Vamos falar de sensualidade?

Tenho lido milhares de comentários, sobre a questão da sensualidade feita com apelação. Esse é um bom tema pra gente conversar. Assim como vocês, também não curto vulgaridade e acho que tanta coisa nos desvia da verdadeira essência do erotismo nas nossas vidas. A sensualidade como parte da nossa natureza. Ela está em todos nós, desde o começo dos tempos. Pensem que a sensualidade esteve presente em momentos fundamentais da nossa vida. Foi com sensualidade que descobrimos o amor, que descobrimos a nós mesmas. Foi com sensualidade que fizemos os nossos filhos, nosso bem mais precioso.

E ela continua e continuará durante toda a nossa trajetória. E não depende, nem da estética, nem da aparência e nem da imposição da mídia.  Como lidamos com ela a cada passo, é uma escolha nossa. Muitas vezes, por algum motivo, acabamos escondendo esse sentimento no fundo, dentro da gente.  Mas quando a gente se afasta da sensualidade, estamos nos afastando de alguma coisa importante dentro de nós.

Acredito que a sensualidade não se relaciona apenas com o sexo. Mas se manifesta em qualquer desejo. Em todos os nossos sentidos. Na maneira de apreciar um sabor, um som, um toque, uma paisagem, em tudo o que lida com o prazer. Quando esquecemos do prazer, esquecemos um pouco de nós mesmas.

A busca da felicidade, do amor, do conhecimento, da espiritualidade e do trabalho por um mundo melhor, devem caminhar junto com a sensualidade. Esse é o movimento para a nossa plenitude. Ser o que somos e viver a nossa verdade é a essência da vida.

Voltar

Compartilhe com seus amigos

3 Comentario(s)

Flávia Gonzalez disse:

A Maior sensualidade está na simplicidade,na pureza em ser natural.
Beijos querida Bruna,Flávia.

Namastê.

Anna Lia disse:

Quando eu era adolescente ficava observando algumas atrizes de cinema, especialmente as dos filmes antigos, porque eu pensava que tinha que saber ser sensual quando chegasse o meu primeiro encontro. Eu achava sensual as mulheres que fumavam também… A vida foi passando e nunca conseguia imitar nenhuma cena ou pose que eu havia treinado e também acabei não curtindo muito fumar… Até que chegou um dia que o cara que me dava mais frio na barriga me chamou pra sair e pensei: “Vou tentar fumar e fazer um charme”… Parecia que quanto mais eu tentava, mais fora eu dava … Na hora que acendi o cigarro, fiz tudo errado, pq acendi do lado contrário e pegou um pouco de fogo… rsrs.
Não que eu seja muito mais velha hoje, mas eu aprendi que a sensualidade está em ser do jeito que você é, ser o que você é… E super concordo com esse texto. Forçar isso, seja tentando ser uma atriz de cinema ou de maneira vulgar ou sei lá como, só te faz pagar mico! rs

redefelicidade disse:

Anna, passamos por cada uma, né!? Que bom que você entendeu que não dá para ser outra pessoa. Temos que nos assumir e sermos sempre transparentes.

Comente esta publicação:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

PETs

Relacionamento